domingo, 5 de julho de 2009

Felicidade!



Sabe quando você acorda sorrindo?
Quando se sente leve e com muita vontade de sair gritando para o mundo o quanto está bem?
Como é bom sentirmos o verdadeiro sentido da palavra felicidade!
Nos dias nublados imaginei não sentir mais isso, pensei que jamais me encontraria novamente.
Mas como nos enganamos, não? Como deixamos de olhar ao nosso redor e ver o quanto estamos em lugares maravilhosos, com família unida...gente rindo...gente como a gente, que nos ama e nos ama mesmo!
Olho para os lados e não consigo entender o que se passa pela cabeça de pessoas que fazem os outros sofrerem! Que sentem prazer em torcer contra, em não querer ver a pessoa se levantar.
E ainda assim, dizem sentir amor pelo próximo.
Dizem que quem ama de verdade quer ver o outro sempre feliz.
Será que estamos prontos para aceitarmos as limitações dos seres humanos? Estamos prontos para deixarmos o que mais amamos, para serem felizes e seguirem seus caminhos?
Às vezes não nos conhecemos o suficiente para sabermos a força que temos, força de sabermos a hora de desistir, simplesmente para fazermos alguém feliz! Não somos donos de ninguém e não podemos fazer com que nos amem e nem ficar esperando a vida toda por algo que não existirá.
Temos que aceitar os fatos e querer, de coração, a felicidade do próximo!
Isso é um exercício constante de amadurecimento.
Será que você está pronto para abrir mão daquilo que toma todo seu tempo, para deixá-lo seguir o caminho que escolheu? Será que você é capaz de se desvencilhar?
Às vezes a situação que estamos nos torna pessoas ‘acomodadas”, já que temos consciência de que para mudar tudo gastaremos muita energia.
Mas pense sempre nas benfeitorias que receberá. Recebemos em dobro o que desejamos ao próximo!
Plante amor para colher amor! Plante paciência para colher sabedoria!


Bom domingo!


Edelise Gabardo