terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Saudade das pessoas, que por algum motivo, só passaram pela minha vida este ano. (e que passagem LOUCAAAA)
Às vezes fico tentando imaginar quais os motivos que fazem com que as pessoas passem pela nossa vida em determinados momentos, uns ajudam, outros atrapalham... outros somem, outros nem aparecem de verdade.
Amizade boa mesmo é aquela que você passa anos sem ver a pessoa, mas sabe que se a 'coisa ficar preta' pode chorar naquele ombro.
Saudade das conversas com meu amigo Hamilton, que tanto me elogiava...que dizia que na visão dele eu era a mulher mais linda do mundo (ele não usava óculos, mas precisava), saudade das suas tentativas frustradas em me arrumar emprego, saudade das trufas da Dalia que sempre chegavam aqui em casa quando eu estava depre, Hamilton é um amigo, que de alguma forma me avisou que nos deixaria para morar junto de Deus. Nós daqui, perdemos uma pessoa incrível: trabalhador, honesto, cordial, querido e humano, mas Deus ganhou mais um braço direito.
Saudade do Eriol... nos deixou tão cedo e sem querer deixar, menino cheio de vida....cheio de coisa pra fazer, cheio de promessas para cumprir, cheio de metas...SONHOS!!! Cheio de dívidas! (rs)
Pessoa que deixou um vazio enorme no meu coração e na minha vida, e eu sei que algumas ausências não somem! Há certas pessoas que passam pelas nossas vidas, que o melhor mesmo, é ficar em silêncio, pois não há palavra que descreva certos sentimentos que insistem existir. Deus ganhou um grande parceiro, o melhor jogador de campo-minado por MSN que eu já conheci. Outra pessoa que de alguma forma, ou melhor, da forma dele, me 'avisou' que se juntaria aos melhores: Deus, São Paulo, meu pai...
Fácil assim, não é?
A vida anda complicada, muito complicada!
Sinto falta das pessoas que estão vivas, mas preferiram manter-se no esquecimento, talvez medo, desconfiança, ou sei lá o que!!!
Saudade do que ainda não vivi. Saudade dos ataques kamikaze (rs). Saudade de fazer promessa maluca e ficar sem comer carne e ir comer Burger King e não poder comer o hamburger e minha companhia pegar a carne do meu pão, no meio do Shopping lotado e comer (rs). Loucurassss!!!
Saudadeeee...
Saudade sim, mas Tristeza não!!!