sexta-feira, 30 de abril de 2010

PROFETIZANDO:

O MUNDO DÁ VOLTASSSSSS!!!!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

29/04/2010 - 13h03

Mulheres estariam cada vez mais sozinhas porque são exigentes demais

RENATA RODE
Colaboração para o UOL
  • Getty Images "A mulher está mais criteriosa no amor devido ao aumento do conhecimento de sua autossuficiência. A solidão não humilha mais", diz psicóloga
É cada vez mais comum ver uma amiga que namora dizer para a solteira: “Você está sem ninguém porque é muito exigente”. Será que esse é mesmo o único inimigo do cupido e, se for, quais os motivos para tanto rigor no setor da paixão? Segundo a psicóloga Neiva Bohnenberger, o que torna as mulheres cada vez mais criteriosas no amor é o aumento do conhecimento de sua autossuficiência. “Elas aprenderam a buscar a gratificação em coisas que não dependem dos homens e, principalmente, aprenderam a tirar prazer do seu trabalho. A solidão não humilha mais”, diz Neiva.

Quem endossa essa opinião é a guia de turismo Soraia Timm, 45 anos. Ela está separada há 15 anos e não pensa em se casar de novo tão cedo: “Eu cheguei a um estágio de ‘iluminação’ tão grande que o mesmo prazer ao sair com um namorado sinto ao jantar com minhas amigas ou ao assistir a um bom filme em casa com minha gatinha. Antes, os homens eram o centro do meu universo, e eu só me dei mal com isso; agora eles são um dos planetas, em mesmo grau de importância de minhas amigas, meu trabalho, minha vida cultural. Portanto, se existe uma exigência, é no sentido de encontrar um homem que evolua junto comigo. Um que atrapalhe essa evolução eu não quero, não, obrigada”.

 Eles se defendem
"Nós estamos tentando acompanhar a evolução feminina e ficamos um pouco perdidos, sim, porque as mulheres exigem tudo do homem ao mesmo tempo. Elas querem um companheiro que adore ir ao shopping, mas, para isso, podem chamar um amigo. Quando elas pedem um protetor, confundem a imagem do companheiro com a do pai. Elas querem o homem mais que perfeito, e isso não existe", diz Marcelo Vitorino, autor do blog “Pergunte ao Urso” (www.pergunteaourso.com.br) e do livro homônimo lançado pela Matrix Editora.

A escritora Stella Florence, 46 anos, que acaba de lançar o livro “32 – anos, homens, tatuagens” (Editora Rocco), com experiências baseadas num site de relacionamento, concorda com Marcelo Vitorino no sentido de concluir que os homens estão bem mais simples do que as mulheres. “Acho que eles se contentam com bem menos do que nós. Para eles, se a mulher for atenciosa, gostar de transar e não ficar cobrando coisas o tempo inteiro, já está ótimo. Já as mulheres estão sempre procurando mais, são mais complexas, querem se melhorar e melhorar tudo, inclusive seus desejos. Aí começa o desencontro”, afirma.

Infelizmente, nem todo mundo está numa boa assim, como é o caso de C.A, 42 anos, divorciada e sem namorado há meses. "Estou até cansando um pouco de procurar um companheiro e me sinto frustrada. Não acho que eu seja exigente demais; pelo contrário, por carência já levei alguns relacionamentos, mas acho que os homens não querem compromisso de jeito nenhum, e eu não consigo me adaptar a essa historinha de fazer sexo sem amor. Então, fica complicado", conta.


Relacionamentos descartáveis
Para o mestre em psicologia pela USP (Universidade de São Paulo), André Camargo Costa, o maior problema do desencontro nas relações não é a exigência, e sim a era dos amores líquidos. Seu pensamento vai ao encontro ao do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, expert neste assunto e autor do livro “Amores Líquidos” (Editora Jorge Zahar), que acredita que os relacionamentos se tornaram cada vez mais descartáveis. Segundo sua teoria, a disponibilidade, de modo geral, para negociar os impulsos, investir em projetos de longo prazo e tolerar os pré-requisitos que garantiriam um relacionamento duradouro estão cada vez mais em extinção, e as pessoas acabam se machucando mais, preferindo não arriscar novas empreitadas no amor.

Vendo o desabafo do empresário H.Y., 33 anos, de São Paulo, sozinho há um ano, fica mesmo mais fácil de concordar. "Eu confesso que estou procurando uma garota para um relacionamento sério, mas me vi em uma saia justa. Gostava de uma moça com quem saía e queria algo mais quando ouvi dela que não queria se prender a ninguém porque se machucou muito no último relacionamento. Vai entender as mulheres... Uma amiga me disse que eu encanei porque ela não queria nada sério mesmo, mas não acho que seja isso", diz.


http://estilo.uol.com.br/comportamento/ultnot/2010/04/29/mulheres-estariam-cada-vez-mais-sozinhas-porque-sao-exigentes-demais.jhtm
Dia super agitadoooooo...
6 aulas de manhã, algumas a tarde, academia... banho e logo mais FACED...
tô ouvindo aquela música "entra na minha casa, entra na minha vida ..."
boa...bem boa...
dependendo do dia fico mais religiosa, rezo pro meu anjinho da guarda que fica aqui em cima da impressora, ele tem uma asa quebrada, acho que isso é um sinal...que ele de alguma forma precisa de mais cuidados que eu... mas vai entender né?!
Coisas boas estão acontecendo...
eu sei que vai ficar tudo bem, tem gente ao meu lado que gosta mesmo de mim... de verdade!!!
isso é mto bommmmm...
amanhã tem mestrado, estou pensando em deixar!!!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Acabei de acordar de um cochilo merecido, vou tomar banho e ir pro trabalho, tenho as duas últimas aulas na turma de Pedagogia hj, entregar provas, notas finais... essas coisas!
Vida de professora é bem complicadinha, nem fui pra academia hj...
Tá uma super chuva, espero que passe até meu horário!!!
Mas é isso, passei pra dizer que estou viva... na verdade, vivendo um dia de casa vez... sem expectativas, sem ilusões... muitas vezes até mesmo sem mim!
Adoro correr de mim mesma! Fugir de mim, me ajuda superar as dificuldades!

E assim, sigo...

Bjos

terça-feira, 27 de abril de 2010

"É preciso tomar cuidado com as paixões impossíveis, nestes casos
achamos que quanto mais difícil for para conquistar a pessoa, melhor,
mais seduzidos ficamos. Isto não é amor, isto é vontade de ganhar, não é
vontade de amar. Este amor idealizado é que gera sofrimento. Se o amor
não é correspondido, deve-se simplesmente deixar a outra pessoa ir
embora. Se um amor não correspondido está gerando muito sofrimento,
provavelmente não se trata de um amor verdadeiro, sendo apenas uma
idealização feita da pessoa, em que alguém se apaixona por aquilo que
pensa que o outro é, e não por aquilo que ele realmente é."


Padre Fábio de Melo

sexta-feira, 23 de abril de 2010

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1577059-15605,00-FALSO+GANHADOR+DA+MEGASENA+DIZ+QUE+VAI+CONTINUAR+APOSTANDO+NO+PREMIO.html

quarta-feira, 14 de abril de 2010

É engraçado, como a vida nos prega peças!
Na verdade, a vida é uma peça, uma peça teatral, a minha é cômica, quando não, trágica!
Quando estou vivencindo as coisas, nunca sei de verdade o que se passa pela cabeça e coração de quem está próximo a mim, e o pior de tudo é saber depois de meses ou anos, que naquele momento lááááááááá atrás, existia algo que poderia ser tudo hoje!
O tempo passa, as pessoas passam, elas namoram, estudam, se casam (rs), se divorciam, se encontram... e eu sempre aqui.
Depois que a turbulência passa, eu fico sabendo que fui admirada, querida e quem sabe até mesmo amada, mas o silêncio, a falta de coragem ou medo de alguma coisa, que eu não consigo entender o quê, me manteve longe, me manteve inatingível!
Eu sou um ser humano, é simples se aproximar de mim!
Pasmem: EU TENHO CORAÇÃO!
Me apaixono às vezes, choro porque no fim das contas sempre estou sozinha, sou uma pessoa normal, já fui traída, trocada, já deixaram de me amar, já se arrependeram de todas as coisas ruins que me fizeram, pediram perdão, pediram segundas chances, terceiras chances, já ouviram da minha boca :"Eu te amo e posso te amar eternamente, mas você não é pessoa que escolhi para passar o resto da vida ao meu lado!" - Triste? Não! Quem ouviu isto me usou! Viu só?! Fui usada! A pior parte é que, quem me usou... se apaixonou!!! Se fudeu! rs
Enfim, não espere o tempo passar para dizer que  gosta de mim e que me quer ao seu lado, o amanhã pode ser tarde demais! E na verdade, sempre é!


ELG

terça-feira, 13 de abril de 2010

Quem se casar comigo!


Quem se casar comigo, se não for a pessoa mais feliz do mundo, estará perto de ser!
Quem se casar comigo, será respeitado, cuidado, querido e acima de tudo: AMADO!

Quem se casar comigo, terá todos os dias um motivo para viver, um motivo para colocar um colorido especial em seu dia, não pela minha companhia, mas pelo fato, que sorrisos, risadas, gargalhadas não faltarão.
Quem se casar comigo, terá mais vontade de vencer, de lutar, de querer ser melhor, essas coisas contagiam!
Quem se casar comigo, jamais será enganado. Jamais sofrerá por minha causa, não consigo magoar ninguém! Jamais, precisará ter medo do amanhã, ou ter desconfianças, incertezas ou sei lá o que!

Quem se casar comigo, terá sorte!
Sabe o porquê?
Porque eu sou especial e única e não é muito fácil encontrar alguém para casar hoje em dia!!!
Eu sou uma raridade e raridades, são extintas!!!

Ah, quem se casar comigo!
ELG
Reação da vacina H1N1: Esquecer onde estacionou a moto e confundir a do lado com a sua, queimando a cara ao tentar ligar a moto errada!!!

domingo, 11 de abril de 2010

Prometo nunca mais derrubar uma lágrima por quem algum dia me machucou!


Deus está sempre ao meu lado! Serei ainda mais forte, mais batalhadora e uma mulher muito melhor!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Filipe escalador!

Hoje eu já sai da cama com vontade de ficar deitada o dia todo. Friozinho gostoso!
Já comecei o dia com vontade de acabar logo, não sei ao certo o que esta acontecendo, só sei que tudo fica mais complicado quando sou racional!
Sei lá, mas parece que quando estou apaixonada sou uma pessoa mais feliz, mais animada, de fácil acesso!
Parece qua tudo é mais simples, não que eu seja dependente deste sentimento, mas eu sei que é a única coisa que falta!

Depois de uma boa noite de sono, tenho certeza que tudo irá melhorar!

ELG

terça-feira, 6 de abril de 2010

Na verdade mesmo, eu não preciso  que façam coisas por mim.
Eu me viro tão bem sozinha, eu só preciso que cuidem de mim!
Sem que invadam meu espaço!

O amor estraga tudo.



Sim, o amor estraga tudo!

Quando estamos no melhor momento de um "relacionamento", onde sentimos coisas estranhas, vontades malucas, vem o amor e em segundos devasta tudo, leva toda a beleza daqueles momentos únicos, embora.

Daí vem alguém e te pergunta: "Mas o normal, não é amar aquele que faz parte de sua vida?"

Sim!!! É o normal, mas não o melhor!

As pessoas fogem do amor, correm do compromisso e driblam a saudade. Maluquice? Não! Modernidade!

No fundo, no fundo eu gostaria mesmo de viver no século XV, quando os amores eram verdadeiros e não estragavam tudo, naquele tempo o amor era coisa boa, sinônimo de cumplicidade. Hoje é sinônimo de algemas!

Talvez, tudo que eu esteja falando aqui, seja bobagem (e pode ser mesmo), mas neste momento eu tenho certeza que o amor surge nos piores momentos! E assim, nos resta mais uma vez, a solidão!


 

ELG

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Sotaque ao falar idiomas é determinado por falta de uso de áreas do cérebro

01/04/10 - 10h52 - Atualizado em 01/04/10 - 11h07

Inatividade no lóbulo frontal esquerdo foi detectada em ressonâncias.
Frequência das sílabas próprias de língua materna influenciam fala.


 


Quando o cérebro realiza a mesma operação de forma repetida, acaba por se habituar e as áreas associadas a essa operação se ativam cada vez menos"

O sotaque ao falar idiomas estrangeiros está relacionado às representações silábicas presentes na mente das pessoas durante a aprendizagem de uma ou mais línguas na infância e a utilização decrescente das áreas do cérebro dedicadas a essas operações.

 
 

Essas são algumas das conclusões de um estudo divulgado pelo Centro Nacional de Pesquisa Científica da França (CNRS). A pesquisa ressalta que as crianças bilíngues antes dos cinco anos são as que têm melhores chances de aprender as representações silábicas de dois idiomas evitando o sotaque de um deles ao falar o outro.


 

Crianças bilíngues antes dos cinco anos são as que têm melhores chances de aprender as representações silábicas de dois idiomas evitando o sotaque de um deles ao falar o outro


 

"Quando o cérebro realiza a mesma operação de forma repetida, acaba por se habituar e as áreas associadas a essa operação se ativam cada vez menos", explica o CNRS em comunicado. A pesquisa foi realizada pelo laboratório de psicologia cognitiva da Universidade da Provença Aix-Marselha.

 
 


Melhor idade para aprender um idioma estrangeiro é entre o nascimento e os 7 anos de idade, afirmou ano passado estudo do Instituto para Aprendizado e Ciências do Cérebro, da Finlândia (Foto: Patricia Kuhl/AP 20-07-2009)

 
 

Essa inatividade, localizada de forma preponderante no lóbulo frontal esquerdo, fica refletida nas ressonâncias magnéticas a que se submeteram indivíduos monolíngues em francês. Durante o exame eles repetiam sequências que abrangiam sílabas repetidas.

 Os cientistas também examinaram a reação de dois grupos de indivíduos bilíngues, o primeiro de pessoas que tinham aprendido um segundo idioma depois dos 12 anos, e que estavam influenciadas pela frequência das sílabas próprias de sua língua materna ao repetir em voz alta uma sequência fonética.

 Os bilíngues precoces (antes dos cinco anos), pelo contrário, não estão determinados pela frequência silábica de uma das duas línguas, mas por aquela que utilizam em cada momento.

 Acredita-se que quanto mais frequente é uma sílaba em uma língua, mais fácil e mais rapidamente ela é pronunciada por seus locutores.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1553777-5603,00-SOTAQUE+AO+FALAR+IDIOMAS+E+DETERMINADO+POR+FALTA+DE+USO+DE+AREAS+DO+CEREBRO.html