terça-feira, 6 de abril de 2010

O amor estraga tudo.



Sim, o amor estraga tudo!

Quando estamos no melhor momento de um "relacionamento", onde sentimos coisas estranhas, vontades malucas, vem o amor e em segundos devasta tudo, leva toda a beleza daqueles momentos únicos, embora.

Daí vem alguém e te pergunta: "Mas o normal, não é amar aquele que faz parte de sua vida?"

Sim!!! É o normal, mas não o melhor!

As pessoas fogem do amor, correm do compromisso e driblam a saudade. Maluquice? Não! Modernidade!

No fundo, no fundo eu gostaria mesmo de viver no século XV, quando os amores eram verdadeiros e não estragavam tudo, naquele tempo o amor era coisa boa, sinônimo de cumplicidade. Hoje é sinônimo de algemas!

Talvez, tudo que eu esteja falando aqui, seja bobagem (e pode ser mesmo), mas neste momento eu tenho certeza que o amor surge nos piores momentos! E assim, nos resta mais uma vez, a solidão!


 

ELG