quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Na verdade eu gostaria de escrever sobre as flores, as cores ou os amores.
Mas tudo parece se tornar tão insignificante perto da fraqueza do ser humano.
Hoje, os amores não possuem mais as cores e nem mesmo as flores, o valor pelo valor!
É engraçado o quanto nossa ignorância nos faz cegos, surdos e burros, por não valorizarmos algo que está sobre nossos pés. Sim... sim: SOBRE!
Não NOS valorizamos, NÓS estamos SOBRE nossos pés e não damos conta do nosso real valor, como cobrar um novo amor? Uma benção, um sorriso, se o mais importante ainda não aconteceu?
Não aprendemos a nos valorizar pelo que somos, opaaaaa...
O que somos mesmo?

Você? Eu não sei, mas eu... o espaço é pequeno pra dizer o que eu SOU e o que ainda serei.
Mas algo afirmo com toda certeza, eu sou bem melhor do que já fui!

4 comentários:

  1. Prof. Antonio Carlos9 de setembro de 2010 07:37

    Oi Professora!
    Muito legal seu blog e sua forma de escrever.
    Parabéns!

    prof. Antonio Carlos

    ResponderExcluir
  2. Ois ex-profs.. venho ja futricando aqui a algum tempo e adorei o ultimo post...
    e sem duvidas a ultima frase perfeita, todos somos certamente melhores do que fomos no passado, mas independente dos quanto crescemos as vezes o passado nos causa recaidas...
    bjux..
    adoro o blog...

    ResponderExcluir
  3. Oi Amanda, legal saber que acompanha!
    Bjo

    ResponderExcluir

Obrigada por acessar o Blog Ateliê das Letras!
Um grande abraço!
Edelise Gabardo