terça-feira, 30 de novembro de 2010

A última carta

Um dia qualquer, num mês qualquer.

Querido amor que não é mais meu,

Estava aqui pensando em todas as regras para iniciar uma carta, talvez de amor, talvez de desamor; porém a última.
Ao fechar os olhos e lembrar dos intensos momentos, das fragâncias, dos gestos: sinto saudade.
Saudade do passado, dos instantes únicos e que não voltarão.
Esperar sempre fez parte, pois o tempo ajudou a perceber o que realmente é sentido; ter a subjetiva certeza de uma nova decisão, de uma enfim, terminada busca!
Cá estou, sem saber que rumo tomar, sem ter ideia de qual caminho seguir, já que sinto que nada mais pode ser feito. O amor talvez tenha chegado ao fim. Ou a esperança tenha se desgastado. Ou a vida  tenha tomado um novo rumo. Ou eu simplesmente tenha me conhecido como realmente sou.
Mais um dia sem saber o momento seguinte, porém com a certeza de que o mais esperado aconteceu.
A última oportunidade foi lançada e cabe a nós, neste instante, fazermos a escolha.
Enquanto acreditei nos sentimentos mais profundos, soube escolher.. Não entre o certo e errado, se tratando de amor, não existe certo e errado, existe o amar ou sofrer; escolhi entre ser e estar.
Todas as voltas que rodeiam as palavras, da alma saídas, fazem com que a cada novo instante, a dificuldade paire em meus ombros para que eu escreva aquilo que desde o início foi prioridade.
Talvez eu queira apenas dizer que por tempos o amor existiu, que foi alimentado, que foi cuidado.
Talvez eu queira dizer que o amor sempre existirá, mas a aceitação de não tê-lo fará com que eu perceba que viver ainda é preciso e que a dor com o tempo estará amenizada.
Qual a cura para um sofimento sem comparação?
Dizer que a dor parece com uma facada que com sua lâmina afiada adentra a pele e corrompe o coração, não é nada parecido com a dor de um amor que não é correspondido.
Precisei de tanto tempo, tantos momentos em solidão, noites em claro, dias sem sol em pleno o verão, para decidir o que fazer com tal sentimento.
Talvez, hoje esta seja minha última oportunidade para dizer que o amo, que o amei a cada respiração e que será amado até o dia que eu aprenda a conviver com tal intensidade que não me faça mais perder o sono, talvez aí neste momento eu o ame mais ainda.
Mas amando-o, respeito!
Livre está, para que floresça em sua vida um novo amanhecer, que trará junto às flores o aroma do que é novo, jovem e disposto.
Hoje te deixo e junto com o deixar, se vão minhas lágrimas, meus pedidos, minhas cicatrizes, minhas incertezas seguidas de tanta certeza.
Ao te deixar, deixo contigo aquilo que será sempre teu:
o meu coração!
E deixo aqui minha última oportunidade em ser plenamente feliz!

Com amor,
o seu amor!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Bullying - Faça a diferença

video
mais um vídeo sobre bullying.

domingo, 28 de novembro de 2010

Campanha contra o uso do celular ao dirigir

Bom dia pessoal.
Recebi um vídeo por e-mail, que é uma campanha contra o uso do celular ao dirigir.
Compartilho com vocês e já aviso que as cenas são fortes, é tudo muito real!

sábado, 27 de novembro de 2010

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Fim de ano letivo com pessoas queridas

Sexta-feira de manhã:
Meu querido aluno Ades

Paloma

Professor Jacomini (mais conhecido como Jacomeu)

Isabela, uma grande menina!

Minha sétima série tão querida

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

desistir é inevitável

Hoje percebo que em um certo momento da vida, desistir é inevitável.
Talvez pelo fato de ser desgastante, incalculável e doloroso.
O amor que não volta, a amizade que não existe mais, o presente esperado, NADA!
De repente o NADA, enquanto se espera o TUDO.
O esperar nos faz desistir, é o primeiro passo.
A esperança é a última que morre? Sim! Morre quando percebemos que é necessária sua morte.
E enquanto a enterramos, a sensação é de liberdade, pois junto ao enterro da esperança, vai o amor não correspondido, o pedido não feito e a palavra jamais ouvida!
E a palavra dita?
Essa já é uma outra história!
Sonhei com a Gretchen uma noite dessas, que era minha prima.
Um aluno era fã e promovi este fantástico encontro.
Foi aterrorizante! rs
Imagina ser parente da rainha do bumbum da década de 80/70 ou sei lá o que, mas foi estranhamente estranho...ainda mais pelos históricos atuais.
Eu tento há anos sonhar com o Jhony Deep, Peter Parcker (simmmm o spider man) ou com o Bon Jovi e nunca consegui, o mais perto foi o Dinho do Capital Inicial, o que foi incrívellll, calmaaaaa...foi um sonho normal, sem nada de mais!
Eu era a fã louca que o conheceu e tirou fotitas bonititas! rs
Mas pensamento positivo sempre, certeza que quando menos esperar o homem aranha vai surgir pelas paredes dos meus sonhos malucos. (bonito hein rs)



Olá pessoal.
Estou super feliz com a quantidade de acessos aqui, muito bom saber que tem bastante gente que acompanha este trabalho.
Muito obrigada!

Uma bela imagem para todos:

terça-feira, 23 de novembro de 2010

pérolas e suas conchas


Posto uma foto que é muito interessante e define o cuidado que toda mulher merece, todas deveriam ser tratadas como pérolas em uma concha, estando livres de todos os males que estão a sua volta. Mas se somos as pérolas, quem são nossas conchas?

Que tenhamos uma linda noite de sono!

no meio do caminho tinha um inseto...
tinha um inseto no meio do caminho...

às vezes fico aqui refletindo sobre o motivo de insetos acertarem em cheio nossos olhos, justamente quando levantamos a viseira do capacete! passamos o tempo todo com ela abaixada e num movimento rotineiro, lá se vem a sensação de liberdade, através do vento que bate no rosto e junto, um belo e ardido inseto!

(fato ocorrido comigo na tarde de hoje)

sábado, 20 de novembro de 2010

variação linguística:

afinal, todos têm direito!



hein?

e as palavras mágicas são????

Acredite, tem muita gente pior que vc por aí!

Tem dias que a baixa autoestima senta em meu ombro e fico aqui pensando cada barbaridade, que depois penso novamente como consegui pensar tal coisa. rs
Mas "navegando" por sites esquisitos encontrei gente muito mais estranhas que eu e tenho certeza que são extremamente felizes e se aceitam do jeitinho que são, já que lutam tanto para estarem como estão.
E eu aqui sofrendo porque descobri mais um fio de cabelo branco.


Segue umas fotos para ilustrar o que eu acabei de dizer:





fonte:http://www.putsgrilo.com/page/10/


quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Adolescente engole apito e quando tosse emite um som diferente

Sei que o assunto tem todo um lado sério, que envolve uma vida, mas achei mais uma pérola no globo.com, se ao tossir ele "pia"imagina soltando PUM!
Pense nas cenas mais inusitadas que poderíamos passar, até mesmo rir descontroladamente ou chorar, este menino em um funeral enquanto todos choram "piando"
cada coisa... rs


18/11/2010 13h30 - Atualizado em 18/11/2010 13h38

Adolescente engole apito e quando tosse emite um som diferente

Há um mês o menino de 15 anos engoliu o apito de um brinquedo no interior da Bahia. Apesar do susto, o jovem passa bem e está fora de perigo.

José Raimundo Salvador, BA

Um mês já passou e o adolescente ainda convive com o apito no corpo. O objeto é tão pequeno que nem aparece na radiografia. Na avaliação dos médicos, o apito deve estar escondido em alguma parte das vias respiratórias.

O estudante Carlos Alves, de 15 anos brincava com uma tartaruga de borracha quando resolveu botar na boca um apito que fica dentro do brinquedo. “Fui brincar lá fora, de repente puxei forte pra dentro, aí inspirei e entrou no local respiratório. Quando eu tusso muito dói, quando eu respiro sinto muita gastura e dói quando eu respiro fundo”, conta Carlos Alves, estudante.

Carlos foi transferido de Itabuna, no sul da Bahia, para um hospital em Salvador. O menino foi examinado e vai passar por outros exames de raio x. Ainda nesta quinta-feira ele deverá ser submetido a um procedimento médico para a retirada do apito.

“O paciente deve ser operado para retirar esse corpo estranho através de broncoscopia, um procedimento que não é necessário abertura do tórax”, explica o médico.

Dona Zélia confia no sucesso da cirurgia. Quer ver o filho voltando pra casa sem o incômodo objeto que não para de apitar.

fonte: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2010/11/adolescente-engole-apito-e-quando-tosse-emite-um-som-diferente.html

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Traição deve ser encarada como um problema de quem trai - CERTEZAAAA

Em minhas buscas pela net, onde procuro coisas além de redes sociais de amizades, encontro teses e teses e algumas me chamam a atenção.
A matéria de hoje é sobre traição, vou colar abaixo a matéria na íntegra e destacando as partes que me fizeram refletir.
segue a matéria:

Traição deve ser encarada como um problema de quem trai
por Luiz Alberto Py

"E confiar no outro significa dar ao parceiro um crédito de confiança e ter em mente que cada um é responsável por sua própria felicidade. Ou seja, a traição deve ser encarada como um problema de quem trai e não de quem é traído"
Há quem ache que namorar é fazer - e cobrar - sacrifícios. Quando um namoro nasce viciado pela valorização da troca de sofrimentos tem tudo para terminar em um casamento penoso onde os cônjuges em vez de aliados e parceiros são adversários e até inimigos.

Para evitar isso, é necessário que os parceiros comecem a refletir desde cedo sobre seus desejos em uma relação e optem entre escolher a alegria e o prazer da convivência ou se preferem viver o clima repressivo das proibições recíprocas e do patrulhamento afetivo. (estamos preparados para tais patrulhamentos e são realmente necessários?)

"Desde que comecei a namorar nunca mais fui ao Maracanã", ou "Ele me proibiu de conversar com meus amigos" são comentários ouvidos com frequência que expressam uma relação na qual se está dando espaço para amarguras imediatas e futuros rancores. (você mesmo provoca isso e depois não quer colher certas coisas?) Esse posicionamento negativo na relação é quase sempre causado pela insegurança. Esta se origina do sentimento de falta de valor próprio e isso fortalece o ciúme.

Pessoas que não acreditam em sua própria capacidade de atrair os outros, tendem a desconfiar do amor que recebem. (desconfiar é preciso!) É uma situação típica onde a baixa autoestima acaba por provocar dificuldades no relacionamento. Para superar a insegurança, é importante aprender a confiar em si mesmo e no outro.(com certeza, amar-se antes de qualquer coisa e saber do que é capaz, muita gente não faz ideia do que realmente seja)

Confiar em si mesmo significa acreditar na própria capacidade de seduzir o parceiro de forma a que ele não se interesse por outras pessoas.(já vi certas mulheres com uma BIG autoestima e fazer coisas que até Deus duvida e o melhor de tudo, NUNCA foram enganadas, pelo menos que elas saibam) Mas principalmente confiar na própria capacidade de superar (superar concorcordo, agora dar outra chance...) eventuais traições e de ser capaz de lidar com essas situações inevitavelmente dolorosas. E confiar no outro significa dar ao parceiro um crédito de confiança e ter em mente que cada um é responsável por sua própria felicidade.(nunca duvide disto, somos SIM responsáveis pela nossa felicidade e a cada dia buscamos uma felicidade diferente) Ou seja, a traição deve ser encarada como um problema de quem trai e não de quem é traído.(com certeza, afinal de contas as mais lindas, inteligentes e ricas mulheres são traídas diariamente, o problema está mesmo em quem trai, em ter TUDO e não saber dar valor, pobres homens burros...) A confiança ajuda no fortalecimento do vínculo afetivo e contribui de modo muito mais eficaz para o sucesso da relação do que o clima de repressão.

Quando, numa relação amorosa, um dos parceiros sente-se sufocado pelo outro, isso significa que o amor não está predominando. Em lugar dele, estão em cena o ciúme, o egoísmo, a vaidade e possessividade.(pôxa, mas ele tem que ser só meuuuu rsrsrs) Enquanto o amor impera, a relação é caracterizada por altruísmo, generosidade, humildade e respeito pelo parceiro. A confusão entre possessividade e amor é frequente. Existe até um adesivo para se colocar no vidro traseiro do carro que diz: "Não tenho tudo o que amo, mas amo tudo o que tenho". Quem acredita nessas palavras não aprendeu que amor é doação, respeito, admiração e liberdade.(tem gente que aprende tarde demais e daí já era...)

Amor tem a ver com ser e estar.(hoje estou querendo você, amanhã não estarei mais rsrs) Não com ter e possuir. Caso seu parceiro manifeste a necessidade de lhe controlar, isso é sinal de que chegou o momento de você "cair fora". Pois já não há confiança nem amor suficiente. Amor é um sentimento adulto e maduro de quem está consciente de que não pode ser dono da pessoa amada. Uma relação que evolui, melhora com o passar do tempo e dá frutos preciosos se fundamenta na igualdade entre os parceiros e não em cobranças e, muito menos, na superioridade de um sobre o outro. É uma relação que se enriquece com trocas (de carinho, de ideias, de apoio) e vive do respeito recíproco.(humm...)

O ciúme é imaturo

Frequentemente os namoros começam sobrecarregados por uma atitude de ciúme da parte de um dos dois, por vezes até dos dois parceiros, principalmente quando são jovens. Em geral, esta atitude está relacionada com uma baixa autoestima(mal do século?) que conduz à falta de confiança em si mesmo. Tal situação gera uma insegurança que faz crescer o medo de perder o outro. Racionalmente não faz sentido ter medo de perder alguém que pouco tempo antes não significava nada e cuja existência às vezes nem sequer se conhecia.

Para pessoas inseguras, de baixa autoestima, conseguir um namorado é vivido como uma vitória e como uma evidência de valor pessoal. (tem gente fraca no mundo, não?) A existência do outro significa que a pessoa tem capacidade de atrair um parceiro. Ela se sente em condições de mostrar-se bem-sucedida e consegue esconder de si mesma sua insegurança.

Esta situação emocionalmente confortável e muito desejada corre o risco de se desfazer caso o parceiro desista da relação. Mas na medida em que a pessoa não acredita em seu próprio valor, tem dificuldade em crer no interesse do namorado pelo relacionamento e em consequência está sempre aguardando o momento - para ela previsível - em que o companheiro vai se decepcionar e partir para outra. Então a insegurança faz o ciúme brotar e crescer. Ciúme significa apenas isso: baixa autoestima e insegurança gerando uma tola e permanente desconfiança. Controlar o outro é inútil. O problema só pode ser resolvido melhorando a autoestima. (e não estamos falando em plásticas, belos carros e muitos sapatos, mas de se aceitar) Quando digo que ciúme é apenas isto devo deixar claro, estou passando ao largo das situações de ciúme patológico. (eu sabiaaaaaa rsrsr)

FONTE:http://www2.uol.com.br/vyaestelar/ciumento.htm

Mensagem do dia

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Um dia chega minha vez

Como de constume estava aqui lendo o site globo.com e deparei-me com a notícia abaixo, onde informa que a Gretchen se casará mais uma vez, fiquei pensando sobre. Sempre acreditei em um único casamento pra vida toda, mas essa mulher é guerreira demais, se não está feliz, segue em frente e escolhe um novo companheiro, ao invés de juntos tentarem rever todo o sentimento que em algum momento os uniu. Boa sorte pra ela, espero que esta sim seja para "sempre". E até que ele não é muito feio! Um dia chega minha vez.


Um, dois, três... Gretchen vai se casar outra vez!

Cantora teria se casado 13 vezes, sendo que 5 delas no papel.

Do EGO, no Rio

Tamanho da letra

-Divulgação/-Divulgação

Silvio e Gretchen: casamento badalado em Goiânia

Gretchen é brasileira e não desiste nunca da busca do amor. A cantora, que anunciou o fim de seu casamento com Demmis Miranda em setembro deste ano, já tem um novo enlace marcado. No dia 15 de dezembro ela se casa com o goiano Silvio Alves, com festa para 400 convidados, na Mansão Boulevard, em Goiânia.

A festa pretende ser daquelas de parar o lugar com direito a frutos do mar levados de Recife para o local, a pedido da cantora, e a uma mesa de bolo batizada de “Jardim das Delícias. Em homenagem à sua terra natal, Recife, Gretchen pediu ainda que fosse criado uma cafeteria e uma tapiocaria. Que coisa, não?
fonte: http://ego.globo.com/Gente/Noticias/0,,MUL1630336-9798,00-UM+DOIS+TRES+GRETCHEN+VAI+SE+CASAR+OUTRA+VEZ.html

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Um dia me perguntaram qual a finalidade da vírgula e antes de apontar as regras e funcionalidades, respondi:
_ A vírgula é mulher, e não se questiona as finalidades de uma mulher, por mais sem sentido que esta pareça, apenas respeite-a!

* Ainda quer saber pra que serve A vírgula?

... ;D

coisas de profe...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Medidas extremas em relação ao bullying

Como hábito há muito tempo, leio diariamente os sites: globo e uol, encontrei esta notícia sobre o bullying e suas extremidades, leiam e observem até que ponto as atitudes devem chegar. Pior que é bem capaz que depois da atitude tomada pela mãe, alguns coleguinhas de sala venham a praticar o bullyng novamente, você tem dúvidas? Mas espero mesmo, que aprendam a respeitar uns aos outros.

Boa leitura!

Bjos da Deli

10/11/2010 18h06 - Atualizado em 10/11/2010 18h06

Estudante vítima de bullying assistirá a aulas acompanhado da mãe em SP

Menino de 9 anos frequenta colégio de Rubiácea, no interior de SP.
Decisão foi tomada pela Polícia Civil, Conselho Tutelar e a escola.

Do G1 SP, com informações da TV Tem

Um estudante de 9 anos de Rubiácea, a 558 km da capital paulista, que vinha sofrendo bullying por parte de colegas de escola, vai assistir às aulas junto com a mãe. Essa foi a solução encontrada pela Polícia Civil, Conselho Tutelar e a escola para que o garoto não seja reprovado.

A partir do próximo ano, o menino deve estudar em outra escola, em Guararapes. A polícia ouviu professores, alunos e funcionários da escola. O delegado Getúlio Nardo, responsável pelo caso, informou que todos se comprometeram a evitar situações semelhantes na escola. De acordo com ele, a polícia procurou agir de maneira a educar, em vez de punir os estudantes.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/11/estudante-vitima-de-bullying-assistira-aulas-acompanhado-da-mae-em-sp.html

domingo, 7 de novembro de 2010

Mude o sabor do domingo!

Ahhh o domingo! Sonolento, de boa comida e entediande.
Seria melhor se tivéssemos dois sábados ao invés de um sábado ou domingo, seria mais bem aproveitado, talvez pela expectativa de se acordar mais tarde no dia seguinte, aquele dia, no caso o de hoje, chato, "calorento"e totalmente entediante, embora tenha muita gente que goste. Eu não!
Antecede a segunda-feira, e o que me faz lembrar da segunda, não é bom, minha definição para o primeiro dia da semana tem lógica, vai por mim!

Vou postar aqui o link de uma coluna da minha nova amiga e colega de trabalho Carla Kühlewein, linda, inteligente, sensível e gosta de muitas coisas que eu gosto, inclusive as histórias infantis.

Acompanhem seus textos, ela posta todo mês do portal de Rolândia, o link é este: http://www.portalrolandia.com.br/exibeColunista.php?idColunista=8

Torne seu domingo entediante, um pouco mais interessante!
Bjos da Deli

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

O menino do pijama listrado

Olá.
Tenho trabalhado o filme "O menino do pijama listrado"com meus alunos e vou colocar aqui o trailer do mesmo, é uma ótima reflexão! Principalmente quando a figura do professor entra em cena e derrama toda a realidade histórica momentânea para um garoto que até então, vivia num mundo de fantasias. Será que há outros métodos para se falar de guerra e violência, sem traumatizar uma criança? O correto é cortar bruscamente uma fase fantasiosa, e partir para uma fase real, cheia de novidades gritantes?



video

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Meu doce novembro


Novembro sempre é um mês encantador e tenho mtas justificativas para esta forma de pensar... logo logo relaciono! Um grande beijo e bom mês!
=)