terça-feira, 23 de novembro de 2010


no meio do caminho tinha um inseto...
tinha um inseto no meio do caminho...

às vezes fico aqui refletindo sobre o motivo de insetos acertarem em cheio nossos olhos, justamente quando levantamos a viseira do capacete! passamos o tempo todo com ela abaixada e num movimento rotineiro, lá se vem a sensação de liberdade, através do vento que bate no rosto e junto, um belo e ardido inseto!

(fato ocorrido comigo na tarde de hoje)