domingo, 3 de julho de 2011

Indignação

Parece que o frio faz a gente enferrujar, né?
Na semana passada, num desses dias bemmmmmm gelado e com muitaaaa chuva, fui trabalhar e resolvi voltar de ônibus, fazia mais ou menos uns dois anos que eu não usava nosso trasporte público.


Nessas horas de necessidade, que percebemos que a situação de Apucarana, está bem feia!
Ônibus lotado, horários que não batem, pessoas que não dão seus lugares para idosos ou mães com bebê de colo. O trajeto que faço todo dia e demoro em média 10 minutos de moto, foi feito em 54 minutos, isso mesmo, quase uma hora!
Complicado!
Mas na verdade mesmo, o que me fez refletir nem foi isso não, foi a realidade de uma mulher que estava atrás de mim, conversando com uma amiga sobre seu emprego, não tinha como não ouvir, ela falava pra todo mundo escutar!
Dizia que estava muito feliz com o emprego conseguido pelo PSS (trabalho temporário, sem carteira assinada), como auxiliar de limpeza, há 14 anos ela trabalha nisso e no mesmo colégio, sabe por que ela estava feliz?
Porque o salário dela tinha aumentado pra R$700,00.
Isso mesmo, R$700,00!
E ela estava feliz da vida com isso.
Daí eu fiquei com muita raiva na hora, porque ela limpa aquele lugar todos os dias, acorda de madrugada, toma vento, chuva, paga aluguel, mora longe pra dedéu e estava satisfeita.
As pessoas não devem ficar satisfeitas assim, com o mínimo conquistado.
Eu entendo que esta seja sua única oportunidade, mas mesmo assim.
Esta mulher merece muito mais, merece o triplo disto, por ter a garra que tem, a força de vontade que tem.
Espero mesmo, do fundo do coração, que daqui um tempo as coisas mudem e as pessoas recebam um salário digno. E que assim, sim, possam ficar satisfeitas!