quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Charge do dia:

Melhor do que sair por aí falando...falando...falandooo...
Retirada do facebook de alguém

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A moda é esconder passarinhos no passarinho, opsss... na cueca!

 Foto: Reprodução/Daily Mail e G1
Esconder dinheiro na cueca foi criativo, porém ridículo. E como bons brasileiros, depois de um tempo acabamos esquecendo. (Estou mentindo?)
Agora, esconder passarinho no passarinho, ops... na cueca...não foi nada "normal".
O caso aconteceu na Guiana Francesa e foi protagonizado por um holandês. 
Ao ser revistado por um fiscal, o mesmo notou que haviam 13 passarinhos no lugar de apenas um.
O mais intrigante de tudo é a foto, como vocês podem ver, que nos mostra que os beija-flores estavam vivos e provavelmente bicando tudo que estava por perto.
Será que o holandês não sentiu nenhum desconforto? 
Nesta hora é interessante se questionar sobre os crimes ambientais e as causas, consequências e tudo que envolve, o contrabando existe desde muito tempo e pelo jeito está com a corda toda, e eu pergunto: Até quando?

Fonte: http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2011/09/holandes-e-preso-na-guiana-francesa-com-beija-flores-escondidos-na-calca.html

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Podar ou destruir?

Enviada do Iphone por Edelise Gabardo
Hoje quando cheguei em casa para almoçar, me deparei com a árvore que fica aqui em frente, toda cortada e a maior sujeira em toda calçada.
Tudo bem que os galhos que estavam próximos aos fios poderiam provocar alguma acidente, mas a questão é que a árvore não precisava ser "depenada" como foi, o tal "podar" não é sinônimo de destruir tudo.
Com o sol que está hoje e o verão chegando, nos proteger do sol não é necessário mais, então? Isso porque minha mãe, única pessoa que estava em casa no momento, conversou com os responsáveis e pediu que não cortassem tanto, justamente porque neste exato momento, não dá nem para assistir TV, pois o sol está batendo bem na nossa janela.
Se não podemos escolher o que faz bem para nós, para nossa casa e nosso bem estar, por que devemos pagar impostos, então?
Agora é só esperar alguns bons meses para termos sombra aqui em frente. 
E depois ainda nos cobram para cuidarmos do meio ambiente. 

Simulado ENEM 2011, uma parceria de Veja.com e Anglo


Recebi um e-mail de divulgação sobre um simulado on-line do ENEM, fruto da parceria entre Revista Veja e Sistema Anglo. Para quem tiver interesse em saber como estão seus conhecimentos, é só acessar o link: http://veja.abril.com.br/simulado/ e fazer sua inscrição. 

Preste atenção aos itens obrigatórios e passos da inscrição, são duas etapas. O melhor de tudo é que é gratuito. Abaixo segue algumas informações que retirei do site, qualquer dúvida é só ler com atenção, ou deixe um comentário, que assim que possível, responderei.
A prova on-line está marcada para dia 08 de Outubro.


Inscrição

É hora de testar seus conhecimentos para o Enem 2011. E de graça!
No dia 8 de outubro, VEJA realiza em parceria com o Anglo Vestibulares o primeiro simulado on-line do Enem. A prova reproduzirá, via internet, as condições do exame, como duração, número de questões e áreas de abrangência (ciências humanas, ciências da natureza, matemática e linguagens). Nesta edição, não haverá redação. O gabarito do exame e os resultados dos participantes serão divulgados no site de VEJA.
As inscrições, em número limitado, são gratuitas e estão abertas até o dia 2 de outubro.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Melhor refletir do que ouvir!

Reprodução via Google Imagens
Mesmo com nosso amadurecimento pessoal, os longos caminhos a seguir e os obstáculos diários, ajudam a cometermos os mesmos erros do passado. Seria falta de atenção ou pura burrice? 
Nem uma coisa e nem outra!
A verdade é que somos seres humanos, regados de sentimentos e incertezas e como uma fuga - talvez- acabamos nos tornando frágeis e ficamos a mercê dos outros.
Acreditar nas pessoas faz parte da nossa rotina, afinal se não dermos um voto de confiança, pode ser que jamais teremos contato com tal ser. Nos entregar de corpo e alma em um relacionamento também faz parte do nosso cotidiano, porque acredito que temos que nos dedicar sim a quem amamos e dar o melhor - e o pior- de nós.
Quem sabe nosso erro não seja apostar demais e esperar demais.
O que é demais, nem sempre é bom.
Já que em uma bela tarde,  vem a decepção - mais uma vez. Toda aquela perfeição que criamos se transforma em lágrimas e mágoa. A culpa é sua?
Não!
A culpa é das circunstâncias e das palavras alheias.
Aprendemos que não devemos guardar mágoa de ninguém, que todo esse "nó na garganta" só fará mal para nós mesmos e pode tornar-se um câncer.
As decepções, essas acabam passando, vagarosamente, mas passam.
A mágoa? Um dia se transforma em perdão!
E o perdão te faz aprender que tudo foi necessário, já que você se tornou um ser humano muito mais sensato e capaz de perceber o quanto cada lágrima te fez melhor.
Ser honesto hoje em dia é sinônimo de ser crucificado.  
Lutar pelos seus direitos quer dizer que você tenha que engolir situações vergonhosas? Abaixar a cabeça e ficar calado?
Muitos de nós lutarão sozinhos, caminharão a passos curtos e não verão nada mudar, entretanto os poucos,  terão o prazer de saborear nossas vitórias, aquelas que nos custaram dores de cabeças e crises de choro.
Tenha consciência de que lutar dói e esta dor é de uma ferida que jamais fechará, sempre alguém fará questão de cutucá-la.
Eu tenho fé! E acredito que tudo que vai, volta! E em dobro.
Acredito que sonhar faz toda a diferença e que em minhas mãos possuo uma grande arma a meu favor, assim como muitos, tenho caráter e dignidade. Não vamos julgar as pessoas, mas vamos questionar, pois nossa maior tarefa, enquanto PESSOA é deixar de acreditar em tudo que nos falam e questionar as imposições desnecessárias. Isso se chama livre-arbítrio e deveria ser utilizado mais vezes. 

ELG

domingo, 25 de setembro de 2011

Dicionário Escolar da Língua Portuguesa Aurélio Júnior

Reprodução

Sabe o mais novo lançamento na área de dicionários de Língua Portuguesa?

O Dicionário Escolar da Língua Portuguesa Aurélio Júnior, da Editora Positivo, com o valor de R$ 38,50.
Mas qual a novidade nisto?
Bom, este não é um dicionário comum, nele há 30 mil verbetes distribuídos em gírias e termos que as pessoas usam no dia a dia. Até mesmo aquelas palavrinhas em inglês que fazem parte da nossa cultura como: "pen drive" e "ecobag"! Para aquelas pessoas que tem uma dificuldade imensa em entender quando um jovem diz: "Mano, tô grilado. Acabei de tuitar!", agora está salvo, pois neste dicionário suas dúvidas serão - definitivamente- sanadas.


sábado, 24 de setembro de 2011

Comunicado aos leitores:

Na Faculdade aprendi que cada pessoa tem sua maneira de interpretar os fatos, ações, palavras...
Mas como professora, luto todos os dias para ensinar meus alunos o dom da interpretação textual, sim é um DOM! Ou você sabe ler e entender, ou você se torna um cego em meio às palavras.
Estou chocada com a interpretação que algumas pessoas fazem dos textos que escrevo, como não conseguem enxergar nas entrelinhas e degustar toda a informação.
Já ouviu o ditado popular: "Quem não deve, não teme!"?
Pois é, ele cabe em diversas situações, todo o tempo.
Se você quer ser uma figura pública, saiba que será questionado e muitas vezes criticado. Já te aviso, que algumas pessoas irão apenas te atacar, sem motivo algum, outras irão fazer o mesmo em busca de melhorias e de respostas.
Todo texto que escrevo jamais é feito no impulso, sempre é muito bem pensado.
O que eu não entendo é a falta de preparo das pessoas em receber críticas (construtivas).
Mas voltando ao assunto desta postagem, tenho convicção que a falta de entender o que se lê é da educação, que não teve qualidade ou a falta de bom senso em analisar uma situação e simplesmente aceitar um fato.
Eu posso ser a única, mas com meu trabalho de formiguinha, irei atrás de todos meus direitos e tenho certeza que serei atendida. Pode não ser hoje, mas um dia o Brasil será um país completo e neste dia, meus filhos se orgulharão de mim, porque EU consegui mudar muita coisa.

O caso do prefeito fanfarrão

Reprodução via Google Imagens

Sabe a história do salário do prefeito de Califórnia? Pois é, uma vereadora  o promotor Luiz Fernando Feitosa, de Marilândia do Sul, deu e primeiro passo e  conseguiu que o aumento não acontecesse.
Dai, eu estava lendo a matéria completa no TnOnline (aqui), e vi nos comentários que tem gente contra e a favor, ok, cada um tem seu ponto de vista, certo?
Mas pense comigo, abriram o concurso para médico, com salário de 12 mil por mês e não houve nenhum inscrito, ou seja, o salário sendo 2 ou 20 mil, não vai fazer diferença, já que o que parece é que os profissionais desta área não têm interesse pela cidade, ou pela região.
Talvez o problema não seja o valor do salário, mas sim outras condições, que sejam mais atrativas. Afinal, o que o município pode oferecer para um bom profissional? Vários pontos devem ser analisados, eu sou professora e já me interessei por concursos, bem longe daqui, onde eu teria um salário cinco vezes maior que o meu, mas a cidade não tinha nenhum atrativo, não há gordo salário que aguente viver em um lugar que não possui: cultura, arte, educação, esportes, música e comida de qualidade ... entre tantas outras coisas. Não há salário de 12 mil ao mês que valha a pena, já que provavelmente o dinheiro será seu único companheiro.
Eu sei que Apucarana não é o melhor exemplo de cidade ideal, aqui tem inúmeros defeitos, mas o que me mantém aqui é minha família, e isso não há dinheiro que pague.
Pense nisso Senhor Prefeito de Califórnia e os demais de todas as cidades da região, parece que todos nós sabemos o que ainda mantém os Senhores nas cidades pequenas, talvez seja porque metade delas é de sua propriedade:  lotéricas, loteamentos, restaurantes, escritórios ...entre tantas outras coisas que só não levam seu nome escancaradamente. Comecem a ver as coisas com outros olhos, olhos de profissionais e não com o olhar de uma pessoa, que para conquistar um objetivo "para a cidade" precisa, primeiramente estar satisfeito com seu próprio salário ou demais benefícios que o governo pode dar. Se escolheu representar a cidade, faça isso dignamente, vista a camisa e saia em luta pelo povo e não contra ele!

E depois dizem que a voz do povo não tem força, a união fez a diferença no caso de Califórnia, todas as reclamações e pedidos de resolução chegaram a quem deveria, agora só falta o CQC fazer a matéria completa.


Fanfarrão: 
adj. e s.m. Jactancioso, que ostenta de valente sendo covarde, que se gaba do que não faz; impostor, convencido: soldado fanfarrão. Fonte: http://www.dicio.com.br/fanfarrao/

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Os verdadeiros Príncipes Encantados

Reprodução via Google Imagens
Um dia li em um livro sobre os príncipes encantados, li que eles vinham em vistosos cavalos brancos, avassalavam os corações das donzelas em perigo, pegavam-nas pelas mãos e as levavam para viver um lindo amor, repleto de sentimentos ao extremo e encantos.
Fácil, Fácil!
É simples ser príncipe e ter um cavalo branco quando estes foram financiados pelos pais, difícil é conquistar tudo isso sozinho, trabalhando dia e noite, controlando gastos, economizando e tendo uma vida digna.
Príncipe encantado é aquele homem que pega dois ônibus para encontrar a namorada, que mora do outro lado da cidade.
É aquele homem que trabalha sol a sol por um salário de R$600,00 e ainda mantém uma casa organizada e comida na mesa.
É aquele homem que deixa o futebol para ficar com a namorada, que abre mão da individualidade para incluí-la em sua rotina.
O verdadeiro Príncipe Encantado sabe quais decisões tomar e quando tomar, sabe arriscar quando for preciso e sabe arcar com as consequências, ele sabe respeitar opiniões, lutar por sonhos e atingir grandes objetivos.
Não sei o seu, mas o meu ideal de Príncipe Encantado não existe, já que os príncipes são completas farsas e os homens, esses sim são de verdade!

por ELG

Um pouco sobre Maroon 5

Você já ouviu Maroon 5?
Tenho certeza que sim, muita gente conhece a banda, mas não ligam a voz ao dono.
Conforme pesquisei por aí, segue informações sobre a banda: 


"Maroon 5 é uma banda de rock dos Estados Unidos.

É formada por Adam Levine (vocal, guitarra) James Valentine (guitarra) Jesse Carmichael (teclados) Mickey Madden (baixo) Matt Flynn (bateria).
A história do Maroon 5 começou na época do colegial, em Los Angeles. Os integrantes eram amigos, tinham 17 anos, e resolveram montar uma banda, inicialmente chamada de Kara's Flowers.

Um ano após o seu primeiro show, em 1995, o grupo começou a ser muito procurado pela indústria fonográfica e, depois, assinou contrato com a Reprise Records. Com o nome Kara's Flowers, a banda lançou o seu disco de estréia, The Fourth World.

Seguindo uma temporada decepcionante com seu primeiro CD, The Fourth World, Kara's Flowers terminou seu contrato com a gravadora em 1999. O plano A foi por água abaixo, deixando o quarteto pensando no futuro. "Nós pensavamos: 'Ok, o que vamos fazer agora?'", lembra Levine. "Então fomos para faculdade para descobrir." Deixando Dusick e Madden para trás estudando em Los Angeles, Levine e Carmichael colocaram o plano B em ação nos dormitórios da faculdade de Nova York.

Nos corredores, tocavam música Gospel e as pessoas escutavam música que nunca tinhamos escutado antes, como Biggie Smalls, Missy Elliot e Jay-Z. "O disco da Aaliyah tinha sido lançado nessa época, e nós ficamos impressionados. Quando eu penso em compositores, penso nos Beatles, Bob Dylan, Simon & Garfunkel - as coisas que cresci ouvindo - mas então pensei: Eu quero fazer isso. Stevie Wonder entrou na minha vida nesse momento", Levine diz, " e achei um jeito de fazer."

"Eu comecei a cantar diferente", ele disse a VH1, "e Jesse começou a tocar teclado, foi isso que mudamos." Quando a dupla se reuniu com Madden e Dusick em Los Angeles, eles estavam revigorados por ter adicionado R&B a seu rock explosivo. Com um novo pensamento musical veio o novo nome - Maroon 5 - e um quinto membro: o guitarrista James Valentine. "James entrou bem quando estávamos decidindo o novo nome", diz Levine. "Nós claramente não éramos mais Kara's Flower, com o James e um novo estilo de fazer música. E também, quando você dá nome para uma banda quando tem 15 anos, quando você faz 23, você provavelmente não vai mais gostar do nome."



A primeira música que ouvi, foi She Will Be Loved e desde então sou fã incondicional, eu tinha 14 anos e gostava muito de Jon Bon Jovi - ainda amo - quando conheci Adam Levine e deixei o Bon Jovi um pouco de lado. Depois de 10 anos, terei oportunidade de ver meu ídolo, poucos metros a minha frente.
Minhas preferidas:


Fonte: www.youtube.com.br,  http://www.maroon5.com/ e http://pt.musicplayon.com/artist:Maroon5?p=biography

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Mulher Maravilha de ontem e hoje

No site O Capacitor, vi hoje a primeira edição da história em quadrinhos da Mulher Maravilha e achei o máximo, mulher de verdade sabe? Por mais que seja magra e linda, não tinha esteriótipos marcantes como as heroínas de hoje em dia. Estou colocando dois desenhos aqui, o da primeira edição e da Mulher Maravilha atual, usada pela Marvel  DC Comics (segundo um fã de HQ e ótimo blogueiro, o João. Visite seu blog: http://espacojoao.blogspot.com/)  em A Liga da Justiça sem Limites. Escolha sua preferida.
Primeira edição de  Mulher Maravilha
Mulher Maravilha em A Liga da Justiça Sem Limites

Galeria de fotos - Batman - Ano Um

Adicionar legenda
Pra quem gosta, saiu hoje algumas fotos do filme Batman- Ano Um, que tenho certeza, será um arraso! Pra quem gosta, como eu disse!
Conta a história do primeiro ano de luta do homem morcego, contra o crime.


Fonte: http://ocapacitor.uol.com.br/

sábado, 17 de setembro de 2011

Continuam pagando pelas vidas perdidas

Oi gente, estava qui navegando por sites e sites, procurando algo interessante para postar, daí encontrei a seguinte manchete: Governo do RJ quer indenizar em R$ 200 mil, família do menino Juan. Se quiser conferir clique neste link aqui. Eu não posso deixar de comentar sobre isto, parece ser fácil pro governo, para as pessoas de poder, ou sabe lá quem, ressarcir as pessoas que tiveram perdas irreparáveis através do dinheiro, não é?
Este acontecimento poderia ter sido evitado como tantos outros e eu fico muito revoltada por sempre ser assim.
Alguém vem, tira a vida de uma pessoa da sua família e depois te pagam por isso, como se houvesse um valor "X" pela vida.
Quando será que nosso país irá amadurecer e mudar essas ideias fracas, e atitudes medíocres?
Quando será que deixaremos de ver situações como a desse garoto no jornal do meio-dia, no nas 13h, no das 17h, no das 21h e no das madrugadas?
Se a sua resposta for: NUNCA; guarde-a para você, porque eu - mesmo na minha ingenuidade- prefiro acreditar que em breve verei tudo isto acontecer, e que almoçarei boas notícias.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Discurso de Steve Jobs na formatura de Stanford

Nada melhor do que bons exemplos de profissionais. Este vídeo é o discurso de Steve Jobs, em uma formatura da Stanford. 
Eu não conhecia sua trajetória de sucesso, e como qualquer resultado positivo, foi testado (talvez pela vida) várias vezes, algumas pessoas não acreditam em sonhos e apenas em objetivos, concordo que uma coisa leva à outra, mas o início de tudo é fundamental,  com certeza cada escolha foi a melhor, não digo naquele momento, mas quando aplicada em suas oportunidades.

Oportunidades sempre existirão, mas o que fará a diferença será realmente sua intuição e o que você quer para seu futuro e quem você quer ser.
Talvez aquela frase clichê: "O que você quer ser quando crescer?" tenha feito toda a diferença para aqueles que acreditaram em seus talentos e no que gostavam de fazer.
O sucesso, nesses casos, é apenas uma leve consequência!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

As construções mais inusitadas da história

Casa de Pedra - Portugal
Casa Cubo - Holanda
Casa Concha - México

Biblioteca - Kansas
Atomium  - Bruxelas

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Verbo "falir"


Verbo "falir"




O verbo “falir” é defectivo: faltam-lhe a maioria das pessoas do presente do indicativo e as formas delas derivadas. Possui apenas as formas: nós falimos, vós falis e fali (vós). 
Atenção: “falir” é conjugado em todas as pessoas dos outros tempos.

domingo, 11 de setembro de 2011

A voz de Anderson Silva

Já viram a propaganda do Burger King, na voz do Anderson Silva?
Vale qualquer coisa por um bom cachê!



19 palavras que você não conhecia


Fonte: http://www.jacarebanguela.com.br/page/4/

Dicas de português:

Mozarela ou muçarela: são essas as formas dicionarizadas do termo italiano “mozzarella”. Logo, evite utilizar outras formas.

sábado, 10 de setembro de 2011

Fairy tale - Shaman

Estou simplesmente apaixonada por esta música:

Dicas de português:

Chegado (jamais “chego”): Tinha chegado atrasado. – usar “chego” revela desconhecimento da língua culta, o que confere ao usuário um certo desprestígio social.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A silhueta feminina e suas transformações

Achei num site uma matéria bem interessante, sobre a silhueta feminina e transformação que sofreram com o passar dos anos, cheguei à conclusão de eu queria mesmo ter vivido do século 14 ao 18.


Do séc. 14 ao 18
Os mestres da Renascença e do período barroco, entre eles Michelangelo e Rubens, pintavam as mulheres com barriga, seios e bumbum avantajados, símbolos de fertilidade
Fim do séc. 19
Valorização do corpo do tipo ampulheta de Scarlett O’Hara, alcançado com o uso do espartilho bem apertado, que levantava o busto e afinava a cintura
Anos 1920
Após a Primeira Guerra, a mulher sai para trabalhar, abandona o espartilho e o corpo perde curvas. O ícone da época foi a atriz americana Louise Brooks
Anos 1930
O corpo andrógeno continua valorizado no cinema. As atrizes mostram-se longilíneas, misteriosas e sedutoras, como a sueca Greta Garbo
Anos 1940 e 1950
Tempos dourados. As curvas voltam com força. O corpo continua magro, mas seios e bumbum são fartos. É a ascensão de Marilyn Monroe
Anos 1960
O padrão de beleza é pautado pelas magérrimas, como a inglesa Twiggy, considerada a primeira top model
Anos 1970
Época bem democrática: todo corpo é bonito desde que seja natural. A atriz francesa Brigitte Bardot foi umas das primeiras a se expor sem pudores
Anos 1980
A mulher luta pelo poder, e a força está no corpo magro, musculoso e com ombros largos, ampliados pelas ombreiras.A cantora jamaicana Grace Jones representa o visual desafiador da época
Anos 1990
Tempo das supermodelos magras, mas as diferenças entre os corpos são respeitadas. Vide o mulherão Claudia Schiffer e a curvilínea Linda Evangelista
Anos 2000
O auge de Gisele Bündchen, com seu corpo enxuto, cheio de curvas. Kate Moss, por sua vez, fortalece a androginia e o ideal de beleza cada vez mais magro
Fotos barroco, The Bridgeman Art Library/Grupo Keystone; E o Vento Levou, Courtesy Everett Collection/Everett/Latinstock; Louise Brooks, Eugene Robert Richee/John Kobal Foundation/Getty Images; Greta Garbo, Everett Collection/ Keystock; Marilyn Monroe e Brigitte Bardot, Michael Ochs Archives/Getty Images; Twiggy, Popperfoto/Getty Images; Grace Jones, Bob King/Redferns; Linda Evangelista e Claudia Schiffer, Julio Donoso/Sygma/Corbis/Corbis (DC)/Latinstock; Kate Moss, Terry O’Neill/Hulton Archive/Getty Images; Gisele Bündchen, Fernanda Calfat/Getty Images
Fonte:
http://claudia.abril.com.br/materias/4263/?pagina3&sh=33&cnl=42&sc=