segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Melhor refletir do que ouvir!

Reprodução via Google Imagens
Mesmo com nosso amadurecimento pessoal, os longos caminhos a seguir e os obstáculos diários, ajudam a cometermos os mesmos erros do passado. Seria falta de atenção ou pura burrice? 
Nem uma coisa e nem outra!
A verdade é que somos seres humanos, regados de sentimentos e incertezas e como uma fuga - talvez- acabamos nos tornando frágeis e ficamos a mercê dos outros.
Acreditar nas pessoas faz parte da nossa rotina, afinal se não dermos um voto de confiança, pode ser que jamais teremos contato com tal ser. Nos entregar de corpo e alma em um relacionamento também faz parte do nosso cotidiano, porque acredito que temos que nos dedicar sim a quem amamos e dar o melhor - e o pior- de nós.
Quem sabe nosso erro não seja apostar demais e esperar demais.
O que é demais, nem sempre é bom.
Já que em uma bela tarde,  vem a decepção - mais uma vez. Toda aquela perfeição que criamos se transforma em lágrimas e mágoa. A culpa é sua?
Não!
A culpa é das circunstâncias e das palavras alheias.
Aprendemos que não devemos guardar mágoa de ninguém, que todo esse "nó na garganta" só fará mal para nós mesmos e pode tornar-se um câncer.
As decepções, essas acabam passando, vagarosamente, mas passam.
A mágoa? Um dia se transforma em perdão!
E o perdão te faz aprender que tudo foi necessário, já que você se tornou um ser humano muito mais sensato e capaz de perceber o quanto cada lágrima te fez melhor.
Ser honesto hoje em dia é sinônimo de ser crucificado.  
Lutar pelos seus direitos quer dizer que você tenha que engolir situações vergonhosas? Abaixar a cabeça e ficar calado?
Muitos de nós lutarão sozinhos, caminharão a passos curtos e não verão nada mudar, entretanto os poucos,  terão o prazer de saborear nossas vitórias, aquelas que nos custaram dores de cabeças e crises de choro.
Tenha consciência de que lutar dói e esta dor é de uma ferida que jamais fechará, sempre alguém fará questão de cutucá-la.
Eu tenho fé! E acredito que tudo que vai, volta! E em dobro.
Acredito que sonhar faz toda a diferença e que em minhas mãos possuo uma grande arma a meu favor, assim como muitos, tenho caráter e dignidade. Não vamos julgar as pessoas, mas vamos questionar, pois nossa maior tarefa, enquanto PESSOA é deixar de acreditar em tudo que nos falam e questionar as imposições desnecessárias. Isso se chama livre-arbítrio e deveria ser utilizado mais vezes. 

ELG