quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Minha experiência no Rock in Rio 2011

Há dias tenho falado sobre o Rock in Rio e a ansiedade que eu estava em ver minha banda favorita.
Bom, a princípio passei aproximadamente 40 horas, entre ida e vinda, tanto em carro quanto em ônibus.
Cheguei ao Rio de Janeiro às 14h no sábado, com um sol de rachar mamona.
Após almoçar, fui para a cidade do Rock.
Percebi que as pessoas do RJ são bem diferentes de nós paranaenses, pois sempre estamos agradecendo algo ou dizendo "de nada", eles não... Nem se comprarmos muitas coisas, não nos agradecem. Não quero generalizar, porque conheço cariocas educadíssimos, mas achei estranho! 
No caminho para o show, o que mais se via eram pessoas de todos os tipos. Tinha gente vendendo água, camisetas, brindes e mais um monte de coisas, concordo que é um trabalho, mas o complicado foi que tinha muito malandro por lá, que na primeira "marcada" de qualquer turista pegavam as carteiras, relógios, óculos e saiam correndo. E sabe o que os policiais faziam? Não muito...
Mas enfim, pude conhecer a Arena HSBC - de fora - mas pude! rs
A cidade do Rock em si, é bem grande! Muito bem estruturada e com diversas atrações.
Não houve fila para o dia 01 - sábado - não quando entrei.
Os gastos que temos no evento são extremos, sendo que um copo de água custa R$5,00.
A fila para usar banheiro é gigante, as pessoas que estavam atendendo no Bob's, colocavam o dedão dentro do seu lanche para ver se era o certo, e os vendedores de cerveja... ah esses... prefiro nem comentar. rs
Se algumas pessoas ficarem pensando nos gastos, e pontos negativos, acabam desistindo.
É preciso que tenhamos condicionamento físico, pois é uma maratona e tanto. Horas em pé, caminhadas longas e muito calor.
Por mais que muitas coisas negativas tentavam me fazer desanimar, afirmo que por enquanto, este foi o melhor evento que já tive oportunidade de conhecer  e só terei recordações fantásticas.
A primeira apresentação foi do Frejat, o que me deixou de queixo caído, ele é realmente muito bom.
Em seguida veio o Skank, agitando a galera, pedindo para que todos girassem as camisetas - e giraram.
A primeira atração internacional foi a banda mexicana Maná, ótima apresentação e ao final uma bela homenagem ao Brasil.
Após esta apresentação, veio Maroon 5, a minha banda preferida. Quando subiram ao palco, todas as mulheres que estavam por ali, gritaram histericamente - inclusive eu.
Meu namorado, que estava ao meu lado e é roqueiro assumido - ele viu Metallica e SOAD, totalizando três dias diferentes no RiR - , a princípio não se interessou tanto pelo Pop Rock, mas com o andar das coisas, a concepção dele começou a mudar  e agora é tão fã de Maroon 5, quanto eu!
A primeira música foi Moves like Jagger e com certeza foi incrível.
Durante uma hora de show, eu chorei, gritei, pulei...
E a minha maior emoção foi quando, como última música, cantaram She will be loved.
Sonho realizado! E para a felicidade ser completa, eu estava ao lado da pessoa que proporcionou minha ida ao Evento.
Por fim, veio Coldplay. Não fiquei até o final, porque não gostei deles ao vivo.
O show completo do Maroon 5, você assiste AQUI.
Vou postar algumas fotos que tirei, fotos de fã mesmo.
E pra finalizar a única coisa que digo é que EU FARIA TUDO OUTRA VEZ!



Entradas para 01/outubro/2011 - Créditos Edelise Gabardo

Palco Mundo - Créditos Edelise Gabardo

Créditos Edelise Gabardo

Créditos Edelise Gabardo

Momentos antes do Skank subir ao palco Mundo
Créditos Edelise Gabardo

Créditos Edelise Gabardo

Créditos Edelise Gabardo

Créditos Edelise Gabardo
Meu namorado e eu,
descansarmos na grama era o mais comum ali.
Créditos Edelise Gabardo

Maroon 5 - Créditos Edelise Gabardo





Momento antes de qualquer show iniciar,
tínhamos que chegar cedo para garantir um bom lugar
Créditos Edelise Gabardo