domingo, 13 de novembro de 2011

Poesias de João Vieira Jr.


Conheço João Vieira Jr. há dois anos e me encanta cada palavra escrita, com tal profundidade e sentimento que não tenho ideia de como defini-las, melhor que isto é compartilhá-las.


Reprodução Google Imagens
AMANDO

por João Vieira Jr.


Pois então que pegue minhas cinzas
Da canfora linda que me destes
Que me guarda da vida que levei
Que me leva da vida que deixei


Pois então que jogues ao vento
As cinzas daquilo que me tornei
Que adube com meus restos
À terra que um dia eu pisei


Que eu seja comida e bebida
Alimento e sustento
Aos vermes de debaixo
Pois os de cima eu me livrei


Que pisem em mim sem cuidado
Sem atenção ou favor
Pois cansado já estava
Daqueles que o faziam com louvor


E deixando ao largo a minha sina
Sem destino leve ou pesado
E os que viveram comigo felizes
Lembranças deixarei com regalo


Vivi como queria
Como podia
Como devia
Amando !


Do blog http://versosefragmentos.blogspot.com/