segunda-feira, 29 de junho de 2015

Benditas donas de casa

Ser dona de casa deveria ser o trabalho mais bem pago de todas os tempos, é extremamente difícil limpar, organizar e manter tudo em ordem em uma casa! Toda vez que tenho que lavar ou passar roupas, um filme roda em minha mente, imagino todas as roupas dançando no varal e pulando de um lado para o outro, literalmente correndo de mim! Ser dona de casa é complexo! Como é trabalhoso cronometrar o tempo disponível para cada tarefa e conseguir dar conta de tudo que se comprometeu, a mulher acorda e faz café, toma o café e retira a mesa, lava a louça e inicia a "mini-faxina", tira o pó, passa o pano, varre o chão, passa o pano... passa o pano de novo, antes fazer duas vezes já que está fazendo do que fazer uma só e não ficar bom, quando está prestes a terminar tudo, chega a hora do almoço e tem-se um misto de produtos de limpeza e o alho queimado do arroz! É um ciclo, percebe? "Todo dia ela faz tudo sempre igual", aquela música é sábia, todo dia...todo dia... e qual o valor de uma dona de casa?
Estas mulheres que cuidam de seus lares com tanto zelo, esperam o valor do reconhecimento! Reconhecimento que não chega e o dia não pode parar!
P.s. Acabo de queimar o feijão!