segunda-feira, 20 de julho de 2015

Exercícios de fixação para o uso da CRASE

Boa tarde pessoal, tudo bem com vocês? O fim de semana foi bom?

Que tal colocarmos a "cachola" para funcionar e avaliarmos o que sabemos sobre CRASE?
Isso mesmo: CRASE, aquele azinho que tem um sinal viradinho para a esquerda = À
Lembraram? Quero ver mesmo!
Abaixo separei uns exercícios e as respostas comentadas.
'Mete ficha' e vamos que vamos!
3..2..1.. valendo:

Regras básicas:


Aplique a CRASE nas frases que julgar sua necessidade:


1.       A medida que o tempo passa, fico mais feliz por você estar no Brasil.
2.       A noite eu gosto de assistir a telejornais.
3.       Após viajarmos muito pelos mares, voltamos a terra.
4.       As vezes eu quero desaparecer.
5.       Assisti a peça que está em cartaz.
6.       Chegou a Belo Horizonte em segurança.
7.       Começou a sorrir quando dei a notícia.
8.       Foi a casa. Voltou a casa.
9.       Fui a farmácia.
10.   Não gosto de ficar próximo a pessoas que conversam demais.
11.   Não vendemos a prazo.
12.   O casamento será realizado as 18 horas.
13.   O importante é ficar frente a frente com a verdade.
14.   Solicitei a ela que tivesse calma, pois tudo daria certo.
15.   Usava sapatos a moda de Luís XV.

RESPOSTAS COMENTADAS:

1    À medida que o tempo passa, fico mais feliz por você estar no Brasil.
Regra: a crase é empregada obrigatoriamente: nas expressões que indicam horas ou nas locuções à medida que, às vezes, à noite, entre outras.

À noite eu gosto de assistir a telejornais.
Regra: o primeiro “a” tem crase, pois a crase é empregada obrigatoriamente: nas expressões que indicam horas ou nas locuções à medida que, às vezes, à noite, entre outras. O segundo “a” não tem crase, pois não é empregada antes de substantivos masculinos.

Após viajarmos muito pelos mares, voltamos a terra.
Regra: a crase não ocorre antes da palavra terra quando tem sentido de solo, “terra firme” e não estiver especificada.

Às vezes eu quero desaparecer.
Regra: a crase é empregada obrigatoriamente na expressão “às vezes”.

Assisti à peça que está em cartaz.
Regra: o verbo “assistir” exige preposição (a).  Logo, a preposição “a” mais o artigo feminino “a”, que acompanha o substantivo na resposta (a peça), formam a crase (a + a= à).

Chegou a Belo Horizonte em segurança.
Regra: a crase não ocorre antes de nomes de cidade que não utilizam o artigo feminino.

Começou a sorrir quando dei a notícia.
Regra: a crase não ocorre antes de verbos.

Foi a casa. Voltou a casa.
Regra: a crase não ocorre antes da palavra “casa” quando tem significado do próprio lar. Caso esteja especificada, aceita-se a crase: fui à casa de meus avós.

Fui à farmácia.
Regra: o verbo “ir” exige preposição (a). Logo, a preposição “a” mais o artigo feminino “a”, que acompanha o substantivo na resposta (a farmácia), formam a crase (a + a= à).

Não gosto de ficar próximo a pessoas que conversam demais.
Regra: a crase não ocorre diante de substantivos no plural.

Não vendemos a prazo.
Regra: a crase não ocorre antes de palavras masculinas.

O casamento será realizado às 18 horas.
Regra: a crase é empregada, obrigatoriamente: nas expressões que indicam horas ou nas locuções à medida que, às vezes, à noite, entre outras.

O importante é ficar frente a frente com a verdade.
Regra: a crase não ocorre antes da palavra de expressões com palavras repetidas (dia a dia).

Solicitei a ela que tivesse calma, pois tudo daria certo.
Regra: a crase não ocorre de pronomes pessoais.

Usava sapatos à moda de Luís XV.
Regra: a crase sempre ocorre diante da palavra “moda”, com o sentido de “à moda de” (mesmo que a expressão moda de fique subentendida).

Gostou? Acompanhe o Ateliê das Letras também no Facebook!

Fonte: http://dicasdiariasdeportugues.com.br/exercicios-de-crase-com-gabarito/