terça-feira, 29 de março de 2016

Como produzir uma RESENHA

Olá pessoal, como estão?
Hoje quero compartilhar com vocês como podemos produzir uma RESENHA.

Primeiro:
O que é uma resenha?
(Além de ser um texto que sempre nos traz dúvidas sobre o que ele é!)

Agora lascou, porque existem dois tipos de RESENHA:

A RESENHA-RESUMO e a RESENHA-CRÍTICA

A RESENHA-RESUMO é um texto informativo, acerca de um capítulo de um livro, um filme, um artigo... sem NENHUM julgamento ou ponto de vista de quem escreve.
Entendeu?
Você vai resumir o que você leu e NÃO vai dar palpite, vai ficar bem quietinho na sua, só reproduzindo o que está escrito, porém com palavras diferentes.

Agora a RESENHA-CRÍTICA é punk, porque além de resumir, o escritor terá que avaliar ou criticar o texto base levantando pontos positivos e negativos.

Então quando o professor chegar todo faceiro pedindo uma RESENHA, questione qual o modelo que ele quer, ok? Senão você vai ficar perdidinho, fazendo coisas que não são necessárias e prolongando seu texto, assim como faço neste parágrafo!

Segundo:
Para que serve uma RESENHA?
Eu sempre digo que Deus é muito bom porque cria coisas muitos boas aí vem o homem e cria os gêneros textuais e causa um caos na Língua Portuguesa. 
A RESENHA serve para apresentar ao mundo informações sobre determinados assuntos, de forma rápida e sucinta!
(Foi a primeira vez na vida que usei a palavra "sucinta" para escrever um texto, precisei até olhar no google pra ver se estava certa haha)

Terceiro:
Onde vou encontrar a dita cuja RESENHA?
Ô filho, nos jornais...internet, revistas... e na vida!

Quarto:
 _ "Edelise, você falou e falou e até agora não disse como se faz a bendita RESENHA!"
Eu sei, estou apenas criando um clima entre nós!

Fórmula mágica (segue que é sucesso):
  • O título
  • A referência bibliográfica da obra
  • Alguns dados bibliográficos do autor da obra resenhada
  • O resumo, ou síntese do conteúdo
  • A avaliação crítica
Quinto:
_ "Edelise, lascou!"
Eu sei, eu sei...vou ilustrar com um exemplo, porque afinal sou dessas:

Exemplo 1
Título da resenha: Astro e vilão
Subtítulo: Perfil com toda a loucura de Michael Jackson
Livro: Michael Jackson: uma Bibliografia não Autorizada (Christopher Andersen) - Veja, 4 de outubro, 1995

Exemplo 2
Título da resenha: Com os olhos abertos
Livro: Ensaio sobre a Cegueira (José Saramago) - Veja, 25 de outubro, 1995

Exemplo 3 
Título da resenha: Estadista de mitra
Livro: João Paulo II - Bibliografia (Tad Szulc) - Veja, 13 de março, 1996

Sexto:
Sobre a Referência Bibliográfica, deve constar tudo isso aí:
  • Nome do autor
  • Título da obra
  • Nome da editora
  • Data da publicação
  • Lugar da publicação
  • Número de páginas
  • Preço
Obs.: Às vezes não consta o lugar da publicação, o número de páginas e/ou o preço.

Os dados da referência bibliográfica podem constar destacados do texto, num "box" ou caixa.

Exemplo: Ensaio sobre a cegueira, o novo livro do escritor português José Saramago (Companhia das Letras; 310 páginas; 20 reais), é um romance metafórico (...) (Veja, 25 de outubro, 1995).

Sétimo:
_ "Nossa Edelise, que legal o que você postou pra gente, mas ainda não entendi como começa."
Calma, benhê. Vou ilustrar!

Exemplo 1
   "Língua e liberdade: por uma nova concepção da língua materna e seu ensino" (L&PM, 1995, 112 páginas), do gramático Celso Pedro Luft, traz um conjunto de idéias que subvertem a ordem estabelecida no ensino da língua materna, por combater, veementemente, o ensino da gramática em sala de aula.

Exemplo 2 
  "Michael Jackson: uma Bibliografia Não Autorizada (Record: tradução de Alves Calado; 540 páginas, 29,90 reais), que chega às livrarias nesta semana, é o melhor perfil de astro mais popular do mundo". (Veja, 4 de outubro, 1995).

E para abrilhantar ainda mais minha explicação vou colocar uma "fóthenha" de um exemplo de RESENHA, diga se eu não sou muitoooo genteeee boaaaa, hein!!!
Espero do fundo do coração ter ajudado vocês =)

Me sigam nas redes sociais:
Instagram: @edelisegabardo
Snap: edelisegabardo
Face Pessoal: https://www.facebook.com/edelise.gabardo
Face do Ateliê das Letras: https://www.facebook.com/blogateliedasletras


Exemplo de resenha

domingo, 20 de março de 2016

Crônica sobre amizade

Crônica sobre amizade

Posso falar?
Imagem retirada da internet
Amiga boa é amiga casada ou amiga que na
Primeiro, não vai existir inveja, pois ela tem segurança sobre si mesma e sobre seu relacionamento e torce pela sua vida amorosa e não se intromete.

mora!
Segundo, amiga comprometida não tem tempo de ser "à toa" e ficar em cima do muro, quando vc quer desabafar, ela vai ficar do seu lado e não do seu marido/namorado, até mesmo porque ela é SUA amiga e não amiga de quem está com vc, certo?
Terceiro, amiga boa é amiga longe! Verdade! 
Não me julguem, mas é verdade. 
Quem muito te rodeia, ou fica o tempo todo na sua casa, tem tempo de cuidar da SUA vida e deixar a dela de lado.
Fazer selfie todo mundo faz...
Beber cachaça todo mundo bebe...
Comer churrasco todo mundo come...
Mas RESPEITAR a individualudade do relacionamento alheio e se respeitar é o ato extremo da 'finesse'.

Sou estranha SIM! Não me julguem!
Eu só cuido da minha vida tão bem que não tenho interesse em dar oportunidade pra oportunista.

É tanta falsiane.
É tanta malandragem.
É tanta cegueira,

E como o tempo é rei, o verbo se conjuga e SERÁ tanto arrependimento!
Isto aqui não é indireta pra ngm, pq quem está comigo hoje, sempre esteve e sempre me respeitou, perto ou longe... afinal quando se junta os bons tudo fica melhor!

Só acho que nós mulheres devemos usar nosso sexto sentido o tempo todo e cortar certos males pela raiz.
Quer conhecer alguém? 
Veja como esta pessoa trata seus familiares e quando notar que ela passa mais tempo com quem não tem o mesmo sangue, investigue!

Quem é do bem é do BEM com todo mundo, principalmente com a família.
E sabe a melhor parte? As minhas amigas vão ler isto e concordar com tudo, porque nós somos amigas umas das outras e nos respeitamos acima de qualquer situação!
A vida já está tão difícil, matamos um leão por dia e ainda manter o Judas em casa, ninguém merece!
Abram os olhos mulherada, a maldade tira selfie ao seu lado!
Texto de Edelise Gabardo

Snap: edelisegabardo
Instagram: edelisegabardo