quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Texto para Carol Moreira

Hoje a internet amanheceu com a seguinte notícia:
“Repórter brasileira assediada por Vin Diesel.”
“Vin Diesel assedia youtuber brasileira durante entrevista.”
Em todos os sites que percorri este fato era noticiado desta forma, exaltando o assédio cometido por uma pessoa extremamente famosa a uma moça brasileira.
Fui ler as notícias.
Em alguns trechos a fala da Carol Moreira, a moça que sofreu o assédio, me marcou:
“Na hora eu não soube reagir, mas eu estava desconfortável”.
E eu pensei:
Por que em tantas situações não conseguimos reagir?
Por que não conseguimos nos defender no ato do acontecimento?
Por que nos calamos?
E vários porquês estão perpetuando minha mente e me intrigando.
Todos os dias somos assediadas.
Somos assediadas em casa, no trabalho, na escola, na rua, na festa, no cinema, em alguma loja, na pracinha...
Mas somos assediadas por que permitimos?
Não!
Eu não permito!
Há homens que confundem simpatia com oferecimento, sorriso com “dando mole”, educação com convite.
Um dia estava em meu escritório e fui atender um cliente agendado para às 13h30, viu um dos meus anúncios no Facebook e queria saber mais sobre financiamento. Cheguei às 13h15, arrumei a mesa, as cadeiras, separei dois copos com água, o potinho de bolacha e um refrigerante. Quem já foi atendido por mim, sabe que sempre oferto algo para beber ou comer.
Este cliente chegou às 13h30, sentou-se em sua cadeira, abri o notebook e comecei a explicar o passo a passo de tudo e ele sempre com olhar fixo para mim, perguntando muitas coisas e mexendo no celular. Terminei o atendimento. O cliente foi embora dizendo que voltaria com a esposa, que havia ficado em casa cuidando do bebê de 2 meses. Após 5 minutos recebo uma mensagem no whats: “Com uma corretora igual você, difícil não querer comprar casa.”
Eu agradeci: “Obrigada, aguardo você e sua esposa para repassarmos as informações.”
E ele enviou: “Você sendo minha corretora, eu até largo da minha mulher.”
Eu li...
Parei...
Li novamente...
Reli...
Desacreditei!
E não respondi nada!
Só bloqueei!
Eu não soube o que responder... em sua foto do perfil estava uma foto dele, com a esposa e o bebê, sorrindo... aparentemente felizes...
Mas eu não soube responder!
Vi alguns comentários para a moça, dizendo que ela só quer aparecer.
E aí lembrei da outra jornalista, aquela que o Mc  Biel assediou, que perdeu o emprego por simplesmente FALAR, onde o rapazote pagou, se não me engano 6 ou 7 mil de indenização e lançou um novo disco!
Sofremos retaliação se falamos.
Perdemos o emprego, se falamos.
Perdemos o namorado, se falamos
Perdemos o sossego, se falamos.
Carol Moreira, eu também não soube o que falar e também estava totalmente desconfortável!
Eu senti o mesmo que você!
E com o tempo eu aprendi a falar, sem medo e com muita coragem!
Se sorrio para todo mundo é porque tenho brilho demais para guardar só para mim!
Mulheres, brilhem!

Edelise Gabardo

P.s. estou postando uma foto sorrindo porque amo mostrar os dentes e isto não significa que eu esteja dando moral pra alguém!